Ter, 12 de Dezembro de 2017
Banner
NewsLetter

Introdução:

Fonoaudiólogo é um profissional da saúde, de atuação autônoma e independente, que exerce suas funções nos setores público e privado.É responsável por promoção da saúde, avaliação, diagnóstico, orientação, terapia (habilitação/reabilitação), monitoramento e aperfeiçoamento de aspectos fonoaudiológicos envolvidos na função auditiva periférica e central, na função vestibular, na linguagem oral e escrita, na articulação da fala, na voz, na fluência, no sistema miofuncional orofacial e cervical e na deglutição. Exerce também atividades de ensino, pesquisa e administrativas.

A Lei nº 6965/81 garante ao profissional inscrito nos Conselhos de Fonoaudiologia, atuar nas diferentes áreas do conhecimento já citadas anteriormente. A Audiologia é uma destas áreas, e consiste na ciência que tem por objeto de estudo a avaliação da audição, no seu aspecto de normalidade ou patologia. Por ser uma área de especialidade reconhecida mundialmente, em 1995 o Conselho Federal de Fonoaudiologia (CFFa) a elegeu como uma das quatro áreas de especialização profissional da Fonoaudiologia, e criou em âmbito nacional o título de especialista em Audiologia. Atualmente quem outorga esta titulação aos profissionais fonoaudiólogos é o CFFa, e a ele cabe também a autorização dos cursos de especialização que dão direito ao título. No Brasil existiam até a presente data 74 Cursos de Especialização registrados no CFFa, sendo 26 em

Audiologia. Com relação aos profissionais, contamos até a presente data com 681 fonoaudiólogos especialistas em Audiologia. A Audiologia é uma área científica em plena expansão em todo o mundo. O momento de evolução tecnológica que vivemos atualmente é um dos grandes fatores responsáveis por isto. Esta evolução nos impele a aprimorarmos nossa formação profissional e buscar mais informações a fim de garantirmos a qualidade de nossa prática clínica. Uma das competências dos Conselhos de Fonoaudiologia é a orientação do profissional, a fim de garantir que a prática da Fonoaudiologia aconteça com zelo e ética, e o objetivo da elaboração deste manual foi apresentar aos fonoaudiólogos que atuam na área da Audiologia, aspectos essenciais para sua prática.

A maioria dos temas aqui abordados é motivo de diversas consultas aos Conselhos de Fonoaudiologia. Eles suscitam dúvidas, e geram certa insegurança na classe. Serão discutidas questões sobre o diagnóstico fonoaudiológico na área auditiva, cuidados com calibração e manutenção de equipamentos audiológicos, responsabilidade técnica, procedimentos de avaliação, inserção nos programas do SUS. Cada capítulo apresentará as referências legais, como Resoluções e Pareceres, que dão suporte à prática fonoaudiológica. Boa leitura. Comissão Interconselhos de Audiologia Bauru, 30 de abril de 2004.